Aperte enter para pesquisar

Rural

Irati é pioneira em projeto Georreferenciamento de Estradas Rurais do Paraná

Assessoria

-

13 de agosto de 2019

A ação é promovida dentro do Programa de Desenvolvimento Econômico e Territorial (Pró-Rural), do Governo do Estado do Paraná. Foto: Divulgação

Nesta terça-feira (13), a Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento do Paraná (SEAB – PR), por meio do escritório regional, está desenvolvendo um treinamento prático para a realização do projeto de Georreferenciamento das estradas rurais do município, juntamente com a regional do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER), com o Consórcio Intermunicipal para Desenvolvimento Regional (CONDER) da Associação dos Municípios do Centro-Sul do Paraná (AMCESPAR), e com a Secretaria Municipal de Agropecuária, Abastecimento e Segurança Alimentar da Prefeitura de Irati.

 

A ação é promovida dentro do Programa de Desenvolvimento Econômico e Territorial (Pró-Rural), do Governo do Estado do Paraná, que tem como um de seus objetivos o aprimoramento da gestão das estradas rurais paranaenses.

 

Pela manhã da terça-feira (13/08), as equipes de todas as entidades envolvidas realizaram um encontro no Salão Nobre da Prefeitura e, em seguida, uma saída a campo para dar início ao trabalho, com uso de GPS e trena, bem como questionários a serem aplicados e respondidos.

 

As informações coletadas dentro deste projeto de Georreferenciamento serão também utilizados pelo Serviço Social Autônomo “Paranacidade”, ligado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas do Paraná (SEDU – PR), para alimentação dos dados do aplicativo “Paraná Interativo”, que já possui dados sobre as áreas urbanas, e agora passará a receber também referências sobre a área rural dos municípios paranaenses.

 

De acordo com o engenheiro agrônomo Marcio Garcia Jacometti, do Núcleo Regional de Curitiba do Departamento de Economia Rural (DERAL) da SEAB – PR, este Georreferenciamento fará o levantamento de dados como: o nível do movimento e tipo de tráfego, as condições de trafegabilidade, o material com que a estrada foi construída, as pontes que existem, quais produtos do campo são escoados por cada trecho da estrada, quais linhas são utilizadas pelo transporte escolar, entre outros. “Estas informações poderão ser usadas como um referencial para que os prefeitos e gestores públicos municipais possam solicitar serviços e melhorias nas estradas rurais ao Governo do Estado e ao Governo Federal, tendo como base a real importância de cada uma delas”, explicou Jacometti.

Compartilhe essa matéria!

Comentários

Notícias Relacionadas

REPASSE

2 mil mudas de pêssego e ameixa são entregues para produtores de Irati

Na última terça-feira (23), a Secretaria de Agricultura de Irati fez a entrega de mudas frutíferas de pessegueiro e ameixeira para produtores que...

PRODUÇÃO RURAL

Concluído curso de operação de ordenhadeiras em Irati

Esta semana foi concluído um curso sobre operação e manutenção de ordenhadeiras, para produtores de Irati. A capacitação foi resultado de uma...

AVANÇO

Paraná inicia os fóruns sobre fim da vacinação contra aftosa

O Paraná começou nesta semana os fóruns “Paraná livre de febre aftosa sem vacinação”, evento promovido pelo Governo do Estado e parceiros...