Aperte enter para pesquisar

Rural

Indústria paranaense produz granola com pó de erva-mate

Assessoria

-

24 de janeiro de 2024

A industrialização da erva-mate para além da cuia explora as qualidades nutritivas da planta e agrega valor e renda à cultura. Paraná é o maior produtor mundial de erva-mate, com 763 mil toneladas produzidas em 2022, de acordo com o levantamento do Valor Bruto de Produção Agropecuária (VBP), feito pelo Deral,

 

 

“É o primeiro alimento dessa qualidade enriquecido com erva-mate produzido em escala industrial”, afirmou Dayana Lubian, sócia da empresa Verdelândia, que desenvolve o produto. Segundo ela, a ideia surgiu após ter experimentado um biscoito de erva-mate de outra indústria. “Gostei muito e fiz parceria para desenvolver a granola”, disse.

 

A empresa familiar sediada em Espigão Alto do Iguaçu, no Sudoeste do Paraná, já trabalha em novos produtos como bolachas e bolos, além de otimizar o uso da cafeína presente na erva-mate. Por mês são processados cerca de 240 quilos de mate.

 

 

A novidade foi apresentada ao secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, que destacou o esforço da Verdelândia para agregar valor à matéria-prima que por muito tempo ficou restrita ao chimarrão e tererê. “É importante participar desse esforço de criação, de inovação, de diferenciação, de fazer coisas novas e se apropriar dos ganhos disso”, acentuou.

 

A empresa também faz parte das oficinas do programa Vocações Regionais Sustentáveis, da Invest Paraná, que tem como objetivo potencializar a cadeia da erva-mate no Estado. O programa auxilia produtores locais a potencializar seu negócio com a exploração de novos produtos e mercados.

 

Além da atividade como empresária, Dayana preside a Associação Paranaense dos Produtores e Industriais de Erva-Mate (Apimate). A Apimate é uma das entidades que formam o Grupo de Trabalho da Erva-Mate, que discute o estímulo à produção, consumo, fortalecimento de mercado, pesquisa e política para a cadeia produtiva da erva. “Queremos que outras indústrias paranaenses passem a desenvolver produtos além da cuia, como alimentos, cosméticos e nutracêuticos”, disse.

 

PRODUÇÃO – O Paraná é o maior produtor mundial de erva-mate, com 763 mil toneladas produzidas em 2022, de acordo com o levantamento do Valor Bruto de Produção Agropecuária (VBP), feito pelo Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento.

 

Produto florestal não madeireiro de grande representatividade para o Paraná, garantiu mais de R$ 1,2 bilhão de VBP em 2022, representando 0,63% do valor bruto total do Estado, que foi de R$ 191,7 bilhões. No Paraná, a maior parte da produção é proveniente de ervais nativos ou sombreados, o que garante a sustentabilidade e um produto com menos amargor.

 

BANCO DO AGRICULTOR – Para incentivar a produção de mudas e plantio da erva-mate, o Estado também tem uma linha específica para a cultura no Banco do Agricultor Paranaense. Os agricultores familiares com Declaração de Aptidão ao Pronaf ativa ou com inscrição no Cadastro da Agricultura Familiar têm 100% do juro coberto pelo Governo. Para os médios e grandes, a equalização é de 5 pontos percentuais.

 

Foto: Gilson Abreu

Compartilhe essa matéria!

Receba as notícias do Portal Clique no celular!

Comentários

Notícias Relacionadas

REGIONAL

Homens são presos em flagrante por destruição de vegetação nativa em Prudentópolis

Em atendimento a denúncia, Policiais Ambientais flagraram o momento em que era realizada a destruição de floresta nativa em uma propriedade na...

RURAL

Dia de Campo apresenta novas oportunidades para produtores de Irati

A Prefeitura de Irati, através da Secretaria de Agropecuária, Abastecimento e Segurança Alimentar, promoveu na sexta-feira (16), mais uma edição...

RURAL

Secretaria e Castrolanda promovem encontro técnico para produtores de leite

Na noite de ontem (31) a cooperativa Castrolanda em parceria com a secretaria de Agricultura, Abastecimento e Segurança Alimentar, realizou uma...