Aperte enter para pesquisar

Paraná

Governo do Estado isenta de ICMS remédio mais caro do mundo

Da Redação

-

17 de novembro de 2020

Governador do Paraná assinou decreto que isenta o ICMS na importação do medicamento. Foto: Reprodução/AEN

O governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou decreto que determina a isenção da cobrança de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na importação do medicamento Zolgensma, utilizado no tratamento da Atrofia Muscular Espinhal (AME) e considerado o mais caro do mundo. A terapia com o remédio pode durar cinco anos.

 

A medida reflete decisão do governo federal, que zerou o imposto de importação do medicamento, e da inclusão do produto no registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “É a forma que encontramos para ajudar neste tratamento que tem custo tão elevado, mas que é também capaz de salvar a vida de crianças diagnosticadas com essa doença tão rara e grave”, afirmou Ratinho Junior.

 

O medicamento é produzido fora do Brasil pela empresa Novartis Biociências S.A e tem custo de cerca de R$ 12 milhões, considerando-se o ICMS de 17%. Com a isenção, o custo do medicamento deve ser reduzido em aproximadamente R$ 2 milhões.

 

TIPOS – Existem cinco tipos de AME, variando do tipo 0 (antes do nascimento) ao 4 (segunda ou terceira década de vida), dependendo do grau de comprometimento dos músculos e da idade em que surgem os primeiros sintomas. O tipo 1 é o mais grave e frequente, com a indicação do Zolgensma até os 2 anos do paciente.

 

A aplicação do medicamento minimiza os efeitos da doença, reduzindo a necessidade de ventilação permanente para respirar e ajudando no desenvolvimento motor. Segundo a Anvisa, entre 45% e 60% das crianças acometidas com a AME desenvolvem a forma mais grave (tipo 1). A doença pode evoluir para a morte, sendo a principal causa de falecimentos em crianças por causa de uma enfermidade monogenética.

 

SPINRAZA – No ano passado, o governador Ratinho Junior já havia determinada o fim da cobrança de ICMS sobre outro medicamento para o tratamento da AME. O Spinraza (Nusinersena) é considerado um dos mais caros do País. Cada dose custa em torno de R$ 310 mil. No Paraná, o medicamento é adquirido pela secretaria exclusivamente para cumprimento de ordens judiciais. O Spinraza também é indicado para tratar o tipo 1 da AME.

 

A empresa Biogen é a responsável pela importação e comercialização do medicamento em território nacional.

 

Agência Estadual

Compartilhe essa matéria!

Receba as notícias do Portal Clique no celular!

Comentários

Notícias Relacionadas

ALEP

Por unanimidade, ALEP aprova REFIS para empresas paranaenses afetadas pela pandemia

Por unanimidade e num único dia, a Assembleia Legislativa aprovou, na tarde desta segunda-feira (23), projeto de lei de apoio às empresas...

PARANÁ

Boletim relata mais 707 diagnósticos positivos e 27 mortes pela Covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta segunda-feira (23) mais 707 diagnósticos e 27 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo...

ESTADO

Educação confirma prova para seleção de professores PSS

A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte informa que o Processo Seletivo Simplificado (PSS) para professores já ultrapassou a marca de 35...